Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Projeto Rios - Une pessoas e une rios

Mäyjo, 18.12.14

Pedro Teiga, mentor do Projecto Rios "desafia cidadãos, comunidades, escolas e centros de 3ª idade a adoptar troços de rios". Ver vídeo aqui
 
«Enquadramento
 
Desde as primeiras civilizações, o ser humano, por razões económicas, culturais e de lazer, esteve sempre ligado aos recursos hídricos, vivendo uma relação que sustentava uma natureza mais poderosa do que o Homem. Com a evolução da civilização humana, esta posição mudou. O desenvolvimento das sociedades atuais tem conduzido a uma degradação generalizada do meio ambiente e a uma utilização irracional dos recursos naturais.
 
Atualmente, os rios e as ribeiras em Portugal apresentam vários problemas, nomeadamente ao  nível dos usos comuns e da afluência de oportunidades de exploração de recursos que ocorrem ao longo da sua bacia hidrográfica. Muitos destes problemas resultam da falta de conhecimento e participação pública, quer ao nível da população em geral quer ao nível do poder decisor.
 
O que é o Projeto Rios?
 
O Projeto Rios é um Projeto que visa a participação social na conservação dos espaços fluviais, procurando acompanhar os objetivos apresentados na Década da Educação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e contribui para a implementação da Carta da Terra e da Diretiva Quadro da Água. 
 
A implementação deste projeto pretende dar resposta à visível problemática, de âmbito nacional e global, referente à alteração e deterioração da qualidade dos rios e à falta de um envolvimento efetivo dos utilizadores e da população em geral. »
 
Fonte: Documento de Apresentação do Projeto Rios 
 
 
«Em Portugal, o Projeto Rios chegou em 2006 e é promovido pelas seguintes entidades: Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA); Associação de Professores de Geografia (APG); Liga para a Protecção da Natureza (LPN); Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). A ASPEA é presentemente a responsável pela coordenação do projeto.
 
Actualmente estão envolvidas na implementação do Projeto Rios no território nacional diversas entidades institucionais (câmaras municipais, juntas de freguesia, escolas, associações, organizações não-governamentais (ONGs), institutos e centros de investigação), empresas e a população em geral.»

Fonte: Projeto Rios (http://www.projectorios.org/)
Metodologia:


 
Apresentação do Projeto Rios por Pedro Teiga em Vila Nova de Famalicão: http://youtu.be/SMAMJwLmLiQ

Mais informação em: http://www.projectorios.org/.  Inscrições aqui

Internet evita ida ao supermercado

Mäyjo, 18.12.14

Em Evanston, no Illinois (EUA) basta usar a internet para enviar a lista das compras a uma empresa chamada Peabody LP e 90 minutos depois, no máximo, os produtos estão à porta.

Poupa-se tempo na deslocação ao supermercado, na procura das compras, nas filas das caixas e no final só se paga por este serviço 5% do valor da conta.

Os clientes podem escolher os artigos entre 20 000 catalogados por nomes, categoria, marca ou mesmo receita de cozinha.

As reclamações podem ser apresentadas por correio eletrónico.

Adaptado de Capital, 3 de Setembro de 1996

 

Como podem ver esta "novidade" já não é assim tão nova... 

Nova Iorque vai transformar antigas cabines de telefone em pontos wi-fi gratuitos

Mäyjo, 18.12.14

Nova Iorque vai transformar antigas cabines de telefone em pontos wi-fi gratuitos

Nova Iorque vai transformar as antigas cabines telefónicas pagas – que caíram em desuso com o advento dos telemóveis – em pontos de wi-fi gratuitos em 2015. A medida, que era aguardada há muito, foi aprovada esta semana.

Na primeira fase do programa vão ser convertidas cerca de 500 cabines telefónicas, que não só vão oferecer internet gratuita como chamadas gratuitas para todo o território dos Estados Unidos.

Adicionalmente, a medida – que o mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio, caracterizou de “histórica” – vai gerar 100 postos de trabalho a tempo inteiro e cerca de 650 empregos temporários para instalar e fazer a manutenção dos pontos de wi-fi.

“Com a aprovação da proposta para expandir o acesso gratuito de internet de alta velocidade para os nova-iorquinos dos cinco bairros não vamos apenas transformar infra-estruturas telefónicas obsoletas em pontos wi-fi modernos, como também alargar o alcance da banda larga mais rápida a toda a cidade”, afirmou de Blasio, cita o Inhabitat.

A conversão das cabines vai gerar uma receita de cerca de €400 milhões ao longo dos próximos 12 anos, suportada unicamente pelo investimento publicitário e sem qualquer custo para os contribuintes.

Roterdão: parque flutuante de lixo abre esta semana

Mäyjo, 18.12.14

Roterdão: parque flutuante de lixo abre esta semana

Roterdão vai ter um parque flutuante de lixo no meio do rio Nieuwe Maass, que vai impedir que o plástico e outros detritos atinjam o Mar do Norte.

Com abertura agendada para esta semana, o parque consiste inicialmente num mecanismo que recolhe o lixo do rio e o junta numa espécie de ilha artificial. O lixo recolhido será progressivamente utilizado para construir o parque, que será depois modificado para permitir a vida vegetal.

O objectivo da construção é impedir que chegue cada vez mais plástico aos oceanos e criar terreno fértil para a proliferação de plantas aquáticas nativas e mexilhões, alimentando assim um novo ecossistema saudável no rio. Se o projecto pioneiro foi bem-sucedido poderá ser implementado em outros rios dos Países Baixos, escreve o Inhabitat.

A iniciativa para a construção do parque partiu da Recycled Island Foundation e contou com as colaborações do município de Roterdão, da Wageningen University, da WHIM Architecture e da SK International.